top of page

Como Escolher Um Psicólogo (a)?



COMO ENCONTRAR UM PSICÓLOGO: CAMINHANDO PARA A PSICOTERAPIA


Você está à procura de psicoterapia? Precisa encontrar um psicólogo para tal? Então, vamos dar seguimento neste artigo, falando um pouquinho de como você pode escolher e encontrar o seu psicólogo.


Bom, o primeiro passo é você ter uma demanda. Você tem uma demanda?


Com certeza você tem, sabe por quê? Porque todos nos temos algo a ser resolvido, compreendido e/ou conhecido. Seja no aspecto de relação, de afeto, no trabalho, nos estudos, dilemas do nosso dia-a-dia, a nossa relação consigo e com o outro, sempre há algo a se aprender e melhorar.


Hoje nós vivemos em uma sociedade que vem sendo taxada, literalmente, de ansiosa e depressiva. Mas será que isso está correto? Infelizmente, sim, está correto, os dados atuais são consistentes em apontar que estamos mais ansiosos e depressivos.


Com a recente pandemia, a qual se iniciou em meados de 2019 na Ásia e que se alastrou pelo mundo, chegando, efetivamente, no Brasil em março de 2020, surgiram novas nuances da vida em aspectos referentes a ansiedade e depressão. Tivemos que nos manter reclusos, criar novos hábitos, nos adaptar a nossa vida de outra maneira. Afastamo-nos de quem gostamos, por necessidade e como medida preventiva de saúde, tivemos que nos adaptar a uma nova forma de trabalho e a uma nova forma de estudo, tivemos que rever as relações com as pessoas com as quais moramos e convivemos. Sim, a saudade teve que ser trabalhada de forma diferente. Depois de tudo isso, não tem como não dizer que hoje em dia todo mundo merece sim um momento psicoterapêutico para promover o autoconhecimento de tudo o que somos e vivemos ao longo do nosso caminho.



PROCURANDO UM PSICÓLOGO (A)


Agora, vamos para o que realmente interessa.

Como que eu seleciono este profissional? Onde o encontro? Como procuro?


Primeiro vamos identificar duas formas de procura.


A primeira é mais conhecida e que praticamos excessivamente em nossa vida, que é a boa e velha “Indicação”. Pedimos indicação, de receita de bolo, de médico, de trabalho, de livro, de produto, de loja, de lugares para turistar, simplesmente, pedimos indicação de tudo. E sim, nós podemos utilizar deste meio para pedir indicação de um profissional da psicologia. Afinal, se é uma indicação, alguém já passou e teve um bom resultado a ponto de indicar. E essa indicação pode vir de um amigo, de um conhecido ou de um familiar.


Mas, eis que temos outra forma. Se eu não tenho ninguém para indicar este profissional, como eu faço?


Bom, neste caso nós precisamos garimpar. Hoje a internet e as redes sociais trazem esta facilidade na sua busca de um profissional. Basta dar um google em “psicólogo” junto ao nome da sua cidade, você já vai ter uma gama de profissionais que podem te atender.


Mas, para não ir com muita sede ao pote, você primeiro vai precisar entender a sua demanda. A demanda nada mais é do que o motivo para o qual você esta em busca de psicólogo. Sabendo disso, você vai pesquisar sobre estes profissionais e o que eles atendem. Tanto em plataformas especializadas com essa finalidade de atendimento, quanto pelos perfis profissionais, você já consegue algumas informações. Mas, nada substitui o “entrar em contato” para entender melhor e sanar suas dúvidas. O profissional vai conseguir te informar como e com o que ele trabalha, se sua demanda pode ser atendida por ele e como todo processo se dará.


Outro ponto importante sobre este profissional é o número que ele confere junto ao CRP, o conselho que nos norteia em meio à profissão. É sempre necessário que o número de CRP deste psicólogo esteja visível para identificação e consulta, caso necessário. Nas mesmas plataformas que citamos anteriormente ou em seu perfil de trabalho o número de inscrição profissional tem que constar. Com esse número, você paciente consegue verificar se este psicólogo está na ativa no momento. Assegurando assim a validade do seu processo terapêutico. A pesquisa com esta numeração pode ser realizada dentro do site do CFP e também no site E-PSI, que confere a este profissional a habilitação de atender on-line.


Algo a se levar em consideração, também, é a sua disponibilidade financeira. Naquele mesmo momento onde você sana suas duvidas, o profissional vai te passar o valor referente ao trabalho que este realiza. A partir daí você consegue ter uma noção com a sua compatibilidade financeira para iniciar com a terapia.



JÁ NA PSICOTERAPIA


Desde o primeiro contato na primeira sessão, o psicólogo já inicia o processo de vínculo terapêutico, reforça questões já pautadas no contrato de forma verbal, explicando à você paciente, como se dará o processo, a abordagem que ele trabalha, validando e assegurando o sigilo profissional, ratificando os combinados para estabelecer o vínculo.

Vínculo este que vai garantir o bom caminho a ser trilhado por vocês durante toda psicoterapia. É por meio deste contato que você vai poder identificar a postura ética e profissional, a forma de acolhimento, a empatia, o suporte, a atenção, a segurança e a paciência transmitidas pelo psicólogo, bem como o entendimento da sua demanda para que você prossiga estando confortável.


Espero que este artigo possa te ajudar na procura do seu psicólogo e trazer questões relevantes para você permitir-se se aventurar no processo psicoterapêutico.


Acompanhe nosso blog, aqui você sempre aprende um pouquinho mais sobre o mundo da psicoterapia.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page